MARCO DE VITÓRIA

PSICOPEDAGOGIA ATRAVÉS DA PALAVRA
“MARCO DE VITÓRIA”
“Até Aqui Nos Ajudou o Senhor”. (1 Sm 7.12)
O capítulo sete de Samuel conta a luta vitoriosa dos hebreus, descendentes de Jacó contra os filisteus. Embora os filisteus fossem mais numerosos, Deus esteve à frente da batalha e a vitoria foi ganha pelo Senhor para o Seu povo. Em atitude de gratidão, Samuel fixou uma pedra no local onde começou a batalha vitoriosa e a chamou “Ebenezer”, que quer dizer “Pedra de Ajuda” ou “Gratidão”. Existem dois termos muito amplos que precisam ser esclarecidos: “Até Aqui e Onde Chegar”. Em qualquer das duas alternativas não se tem como seguir adiante, e permitir que outros sigam contigo.

Pode-se conhecer todos os fatores que levaram o apóstolo Paulo até o rei Agripa. Paulo fala dos açoites, das torturas, dos percalços, das injustiças, da violência descabida contra ele praticada, mas seu foco não foram os obstáculos e também não foram as barreiras. Os fatos ruins que marcaram sua “retrospectiva” ficaram para trás. Paulo não permaneceu nas mortes, na dor, na tragédia, nos rápidos fracassos. O seu segredo foi na “perspectiva” da esperança de onde ele queria chegar. Mesmo diante de uma vida sofrida, Paulo não foi desobediente à Visão Clestial. Ele tinha a convicção de que “até ali o Senhor Deus o havia guiado, e ele manteve vívida em sua mente o conceito de um homem que andava com Deus para seguir adiante.

O fato é que quando se conhece alguém, se está tomando conhecimento a respeito de uma Pessoa. Essa Pessoa não é simplesmente “uma pessoa qualquer”. Por quê? Porque se sabe que Ela é Única.Por mais parecida que Ela seja com alguém ou mesmo idêntica ao seu irmão gêmeo, sabe-se que “Ela é ela” e não o outro. Ela é unicamente ela. Mas não uma única coisa. É um conjunto de coisas que formam um ser Único. É uma “Totalidade, o que significa partes inter-relacionadas e integradas compondo o ser que ela é. Isso equivale a dizer que o todo é mais do que a soma das partes. Portanto, “até aqui e onde se quer chegar designa uma pessoa concreta, existencial, o campo de atuação como expressão de uma totalidade humana. O que deve ser observado? O “Comportamento às respostas diante de uma situação”. Tais respostas são quaisquer movimentos que a pessoa faz e que possam ser observados ou registrados, onde se incluem as respostas verbais, escritas e orais.

A noção de comportamento se refere a “respostas a uma situação”. Cabe ressalvar que o termo “situação” pode se referir tanto a condições internas como externas à pessoa. Observar o comportamento, nesse sentido, é captar a sua linguagem, o que ele está expressando a respeito do Sujeito que o emitiu. A expressividade da “Gratidão” do porquê e o para que são considerados os motivos do comportamento. O motivo do comportamento de Samuel como de Paulo foi presenciar a “Fidedignidade de Deus”: “Até aqui o Senhor nos ajudou”. Quando o ano chega ao seu crepúsculo, se revê as cenas que durante neste período aconteceram, a “retrospectiva”, mas, aparecem também as “perspectivas” para um novo ano, aqueles exercícios que tentam antecipar o que vem pela frente.

A necessidade de “espiar” o futuro, independe de olhar para trás, “retrospectiva”, ou de olhar para a frente, “perspectiva”, mas é tempo de fazer uma “instrospecção”: “Até aqui ou Para onde”. É desafiador terminar o ano olhando para dentro de si mesmo, para seus pensamentos, desejos e sentimentos, e examinar quais são as motivações de continuar caminhando ao lado de quem o leva a viver como vive. É preciso avaliar o seu proposito para uma nova experiência de vida. Não existe outro caminho para crescer confrontando a si próprio. A estabilidade dos elementos estruturais de sustentação é a “Fidedignidade” de quem caminha ao lado.

Ainda existe tempo e vida para mudar a sua história. A mudança é a vida desabrochar em pleno. Examine o que aceitou, está aceitando e aceitará no futuro. No entanto, quando começar a contar para si mesmo uma história, verá o absurdo que pensa a seu próprio respeito, é somente depreciação. Mude automaticamente sua tragetória, traga à tona as imagens capacitadoras do seu imenso valor como ser humano. Disse Marcel Proust: “A viagem da descoberta consiste não em achar novas paisagens, mas em ver com novos olhos”. “Onde você quer chegar em 2017? “Tomou então, Samuel uma pedra, e a pôs entre Mispa e Sem, e lhe chamou Ebenezer, e disse: Até aqui nos ajudou o Senhor”.(1 Sm 7.12)

Por que, logo após uma vitória na batalha, Samuel escolheu uma pedra? Esta pedra de ajuda Samuel deu ao monumento que erigiu como marco da vitória concedida por Deus. “Marco de Vitória” e como um titulo de campeão de um torneio esportivo que, uma vez conquistado, nunca mais pode ser tomado, e todas as vezes que for olhado para o troféu ou medalha, a vitória sempre será lembrada. Agora é tempo de estabeleçer seus “marcos de vitória” de tal modo que ao olhar para tráz, você vai fazer uma retrospectiva e constatará que há em sua história perpectiva a ser conquistada. Faça um “Altar de Gratidão onde as pessoas lembrarão de quem caminhou contigo até aqui.

A vitória foi e sempre será desejada por todos, mas muitas pessoas tem dificuldades de superar conflitos, tem medo de encarar novos desafios, tem medo das mudanças, porque não desenvolveram a capacidade de se tornarem vitoriosos. Vencedores são líderes porque sempre haverá outras pessoas que o seguirão. Ninguém segue perdedores, mas os vencedores sempre serão exemplos a serem seguidos. Neste momento algo vai se romper, um novo ano vai nascer, e o tempo de afronta, perseguição, humilhação e opróbrio foram vencidos, e esta nova fase significa paz e tranquilidade. Deus é Fiel, e Ele continuará caminhando conosco, porque somente Ele sabe aonde precisamos chegar. Portanto, entre tantas lutas, somos mais que vencedores: “Até aqui nos ajudou o Senhor”. Feliz 2017.
Pra e Psicopedagoga; “MÔNICA DRUZIAN”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *