buracoPara se fazer um buraco é necessário quebrar o cimento, tirar a terra, tirar as pedras e ir batendo com muita dificuldade até conseguir um buraco profundo para se colocar uma sapata. A sapata são arames entrelaçados que irão sustentar uma laje. Eu ouvi o pedreiro dizendo que a terra que se tira do buraco, nunca mais será suficiente para preencher o mesmo buraco. Muitas vezes abrimos buracos em vidas, que nunca mais fecharão.

A língua é um músculo grosso recoberto por uma mucosa. Sem ela não sentiríamos os gostos dos alimentos, e não poderíamos pronunciar as palavras. Tiago 3.2 Porque todos tropeçamos em muitas coisas. Ora, nós pomos freio nas bocas dos cavalos, para que nos obedeçam; e conseguimos dirigir todo o seu corpo. Vede também as naus que, sendo tão grandes e levadas de impetuosos ventos, se viram com um pequeno leme para onde quer a vontade daquele que as governa. Assim também a língua é um pequeno membro e gloria-se de grandes coisas. Vede quão grande bosque um pequeno fogo incendeia. Nenhum homem pode domar a língua, é um mal que não se pode refrear; está cheia de peçonha mortal. Com ela bendizemos a Deus e Pai, e com ela amaldiçoamos os homens, feitos à semelhança de Deus. Tiago exorta a todo ser humano a ser “pronto para ouvir, tardio para falar, tardio para se irar” (1.19) Domínio em controlar seu falar evita palavras ásperas, maldosas, mentirosas, exageradas, caluniadoras, fuxiqueiro, etc…

Havia uma mulher corcunda magoada com o mundo. Vivia sofrendo com o seu terrível calombo nas costas. A mulher andava curvada, rastreando pelos cantos com seu olhar triste, mas sempre mal humorada. Um dia encontrou um objeto mágico. Era a lâmpada do gênio que apareceu em seu caminho. O gênio lhe disse que ela poderia lhe fazer três pedidos. Ela pediu uma casa bonita, mas queria uma casa mais bonita do que a vizinha que era chata e que sempre estava rindo dela. Ela queria ter um carro igual do infeliz do Zé que era manco de uma perna e as jóias de uma loira do bairro que chamava a atenção de todos os homens. Por último ela disse ao gênio: Agora gênio, eu quero que você realize meu último pedido: Que suma aquilo que traz amarguras, desgosto, tristezas em minha vida. Que possa sumir meu maior defeito….E zás!!! Sumiu-lhe a língua… A boca fala do que está no coração. Os bons pensamentos produzem bons frutos, os maus pensamentos produzem maus frutos. As palavras deixam marcas que dificilmente se apagam.

Valorize o que você tem de mais precioso nesta vida: as pessoas que vivem com você. Tenho que mudar a mim mesmo para poder mudar os outros. Shakespeare diz que a vida sem reflexão, não vale a pena ser vivida. Aprendam que não podem fazer com que ninguém os ame. O que podem fazer é que se deixem amar. Que é preciso alguns segundos para abrir profundas feridas e, que são necessários muitos anos para curá-lo. Disse Jesus: entra no teu quarto, feche a porta e deixe à ira passar. O ato de acalmar produz repouso. Quando os animais selvagens estão feridos, eles procuram um lugar escondido para deitar, e descansam completamente por muitos dias. Não pensam em comida nem em mais nada até obter a cura. Deixe à ira passar. Não vai adiantar discutir.

Na discussão ou eu venço ou você vence a verdade nunca é vencedora neste momento. Os competidores esperam que a vitória pertença apenas a si mesmos, não aos outros. Ao discutir, debater, argumentar, racionalizar, ouve o outro apenas por ouvir,pois, finge ouvir, e interiormente fica se preparando, por dentro, se armando para o próximo jogo de palavras, pronto para rebater. Não vai levar em nada.

Se pudermos ter controle enquanto podemos sufocá-la, ela se extinguirá como abafar um pequeno fogo privando-o de oxigênio.

A vitória mais importante e mais nobre do homem é a conquista de si mesmo.