DEFICIENTE

Através de trabalhos de engenharia realizados pela minha empresa, encontro alguns lideres de Igrejas com a seguinte pergunta: “é necessário ou serei multado se eu não fazer rampa e adaptações para deficientes entrarem em minha igreja?”. Quero que você pense onde estão às crianças especiais nos cultinhos, os cadeirantes, os cegos entre outras pessoas especiais dentro dos nossos ciclos de amizades e dentro das Igrejas? 

Leia este pensamento:

Sou deficiente, e daí?

Foi Deus quem quis assim.

Devo desistir de viver?

Sou gente igual a você.

Por que tanto preconceito?

Será que eu não mereço respeito?

Sei que tenho muitas limitações,

Mas, também sou movido a emoções.

Pode chegar perto de mim,

Deficiência não se contrai assim.

Antes de me julgar pela aparência,

Faça um exame de consciência.

Por que me excluir da sociedade?

Ao invés disso, vamos ser amigos de verdade.

Pense antes de falar,

Pois suas palavras poderão me magoar.

Minha vida se torna um tormento,

Por você não respeitar meus sentimentos.

Lembre-se: eu tenho um coração a pulsar,

E também, como você, sou capaz de amar.

                                               (Ilza Maria de Oliveira).

 

I Joao 3:10 : “Nisto são manifestos os filhos de Deus, e os filhos do diabo. Qualquer que não pratica a justiça, e não ama a seu irmão, não é de Deus.”